sábado, 3 de outubro de 2009

A MAGIA DA SUBMISSÃO



"Tenho fome de tua carne
de deitar sobre teu corpo,
Me arrepia a pele...esse teu cheiro..
Acende meu desejo!

Junte a tua boca a minha..
banha-las em nossas salivas
Me sinto ..pronta pra voce
Meu prazer..ja caminha...

Vou deitar meu corpo nu..sobre o teu.
Quero te enloqucer.de prazer!
Sentir voce dentro de mim..pulsando
e em loucuras carnais..me perder!.

Sinto entao voce em mim!Sinto a tua alma..
Estou em extase..a caminho do ceu!
Perdi os sentidos,perdi a minha calma

Murmuro no teu ouvido._.Quero mais!
Meu prazer por voce e infinito

estou sonhando com vocè,
e daria tudo para ter seu corpo
junto ao meu neste momento.
Daria tudo para ter uma noite de amor
plena ao teu lado.
Atravessaria este oceano,
e transformaria o mar em canção.
nesta insonia que estou,
De viver esta falta de você,
Daria tudo para ter momentos de amor,
que nos fizesse sonhar uma vida toda.
E nesta longa noite ter seu sobor ,
seu doce perfume para guardar,
e ter sempre razão verdadeira
pra viver a, sonhar com você...
Você foi a mais bela,
A mais forte,
A mais poderosa poesia de amor.

Diante da felicidade,
Prisioneiro da paixão,
Dono da sua submissão,

Você eu avistei em uma constelação, que veio a
Brilhar, ao chegar a escuridão da noite, que caía
Sobre mim.
E foi esse olhar delicado que me fez seu
querer ser seu dono, Dono do seu amor, ou então por
Um único olhar apaixonado

Conheço em ti o caminho do antigo ninho,
como os pássaros, em voo livre,
abrem suas asas e alçam
voo em direção ao infinito, mas voltam
cruzando os céus pelo mesmo caminho.

Conheço-te, sem dúvidas, conheço-te...
Sinto em mim até tua compassada respiração.
Ouço mesmo, quando sofres, do teu coração,
o soluço da alma e o desepero da vida em gritos.

Caminho contigo em uma só direção,
Com passadas firmes, pois sei
onde nossos passos nos conduzirão:
como os rios buscam o mar na certeza da integração,
chegará o momento em que nossas duas almas enlaçadas
pelo amor de tal forma não mais se apartarão.

Respeito-te, assim como as estrelas reverenciam
o brilho da Lua, como se fora ela
a única a existir no silente Universo.

Completo-te, assim como as ondas do mar
no eterno fluxo e refluxo, misturam-se:
doces, dos rios que nele deságuam,
fazem suas águas salgadas,
batem e rebatem e integram os oceanos,
para transformarem-se
em branca espuma a beijar a areia das praias.

Compreendo-te da mesma forma que as montanhas
compreendem as nuvens que tocam os céus pedindo chuva
para os ressecados vales se tornarem verdejantes.

Amo-te como os pássaros amam a liberdade,
os rios amam o mar, as estrelas amam os céus,
as montanhas amam seus vales.

Amo-te da maneira mais completa: com paixão e ternura,
Elevando o sublime que em nós existe,
Concretizando a carne com o êxtase da Vida.

Você é a Flor que ilumina minha alma."

4 comentários:

flor de lis disse...

Querido SENHOR E DONO.
Amei teu poema e todo o teu carinho e amor nele contido.
Deixo um beijo carinhoso, molhadinho e cheio de tesão.
Tua menina,
{flordelis}_D.MISTÉRIO.

Sandra Botelho disse...

Muito lindo mesmo...
Bjos meus!

William Chahud disse...

OLá?
tudo bem com vc
assim espero que tudo..
passei por aqui e gostei seu blogsite esta muito lindo e com assuntos muito legais e interessantes
espero trocar idéias pode ser?
bom agora vou indo passa lá ok
abraço
Will

T I N I N disse...

Ter sensibilidade com as palavras é um dom lindo!
Parabéns.
Para haver troca é preciso estarmos presentes , senão somos esquecidos...vê se aparece!
Beijo
T I N I N